Variante Delta pode ser tão contagiosa quanto catapora, alerta CDC

Agência americana adverte para o risco de que imunizados infectados com a variante transmitam o vírus tanto quanto os não-imunizados

atualizado 30/07/2021 10:02

vírusUnsplash/Fusion Medical Animation

Relatório interno apresentado previamente pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos alerta para o elevado risco de contágio pela variante Delta do coronavírus, maior probabilidade de que ela resista às proteções oferecidas pelas vacinas contra a Covid-19 e maiores chances de que ela cause mais doenças graves do que todas as outras variantes conhecidas do Sars-CoV-2.

As informações foram divulgadas nesta sexta-feira (30/7) pelo jornal The New York Times, mas a agência deve publicar dados adicionais sobre a Delta ao longo do dia.

Segundo o documento, a variante — identificada pela primeira vez na Índia, e já se espalhou por diversos países da Europa e América, incluindo o Brasil — é mais transmissível do que os vírus que causam MERS, SARS, Ebola, resfriado comum, gripe sazonal e varíola. Além disso, ela é tão contagiosa quanto a catapora, de acordo com a agência americana.

O próximo passo imediato recomendado pelo documento é “reconhecer que a guerra mudou”. Rochelle P. Walensky, diretora da agência, já havia falado na terça-feira (27/7) que as pessoas vacinadas infectadas pela variante Delta carregam tanto vírus no nariz e garganta quanto aquelas não vacinadas, podendo espalhá-lo com a mesma rapidez, embora com menos frequência.

O relatório do CDC apresenta agora mais detalhes que aumentam a preocupação com relação a essa variante. No entanto, os números do CDC reforçam que os imunizantes têm alta eficácia na prevenção de formas graves da Covid-19, além de evitar a hospitalização e morte em pessoas vacinadas.

 

Últimas notícias