“Vacina contra Covid não causa impotência”, diz médica a Nicki Minaj

Artista norte-americana afirmou, pelo Twitter, que amigo do primo havia ficado impotente após tomar a vacina. Médica alertou sobre fake news

atualizado 14/09/2021 12:25

Nicky MinajBarry King/FilmMagic/GettyImages

A pandemia do novo coronavírus foi responsável pela disseminação de uma série de notícias falsas nas redes sociais. E quando essas fake news vêm de famosos, que divulgam informações sem comprovação científica, se tornam ainda mais perigosas.

Nesta segunda (13/9), a artista norte-americana Nicki Minaj afirmou que não iria ao Met Gala, um dos eventos mais importantes do ano, por conta de uma determinação da organização de só permitir a entrada de pessoas vacinadas.

Pelo Twitter, Minaj se mostrou a favor do movimento antivacina. “Se eu for vacinada, não será para o Met. Será quando eu sentir que fiz pesquisas suficientes. Estou trabalhando nisso agora. Enquanto isso, meus amores, fiquem seguros. Use a máscara com dois fios que prendam a sua cabeça e rosto. Não aquele solto”, disse. A rapper publicou em uma das suas redes sociais que o amigo de um primo havia se imunizado contra a Covid-19 e teria ficado impotente por causa da vacina.

A especialista norte-americana em saúde pública e professora de saúde pública na George Washington University, Leana Wen, em entrevista à Revista People, explicou que a impotência não é uma reação da vacina contra a Covid-19, mas pode ser uma consequência da própria doença.

“Não é verdade que tomar a vacina da Covid está associado à infertilidade tanto em homens quanto em mulheres. Houve estudos que relacionaram desconforto escrotal e baixa contagem de espermatozoides pela Covid. Além disso, houve uma associação entre inchaço escrotal e congestão por conta da doença. Portanto, para enfatizar, eles não estão associados com a vacina, mas com a infecção”, reforçou a médica.

Segundo a especialista, a epidemia de notícias falsas piora o quadro de desinformação da população como um todo. “É extremamente prejudicial ter figuras influentes, incluindo celebridades com uma grande mídia social, perpetuando essa informação. Em tempos de crise, precisamos que todos cantem o mesmo cancioneiro e esse é o cancioneiro da ciência e da evidência”, afirmou Wen.

Saiba como as vacinas contra Covid-19 atuam:

0

Mais lidas
Últimas notícias