Vacina contra Covid-19 de empresa dos EUA passa para etapa final de testes

Laboratório Moderna inicia fase 3 nesta segunda (27/7): eficácia e segurança do método de imunização serão avaliadas em 30 mil voluntários

ampolas de vacinaYoungvet/Getty Images

atualizado 27/07/2020 14:03

O laboratório norte-americano Moderna iniciou nesta segunda-feira (27/7) a terceira fase de testes clínicos da sua candidata à vacina contra a Covid-19. A última etapa do estudo terá a participação de 30 mil voluntários. Caso obtenha bons resultados, a Moderna pretende fornecer 500 milhões de doses do imunizante ainda este ano, chegando a 1 bilhão de doses a partir de 2021.

A empresa de biotecnologia anunciou no domingo (26/7) que recebeu mais US$ 472 milhões de investimento do governo dos Estados Unidos, totalizando US$ 955 milhões desde o início dos testes clínicos, em abril. O aporte partiu da agência governamental Autoridade Biomédica de Pesquisa e Desenvolvimento Avançado (Barda).

Recentemente, a Moderna divulgou os resultados da segunda etapa de testes em humanos, no New England Journal of Medicine. A vacina conseguiu induzir resposta imunológica em todos os 45 voluntários.

No comunicado divulgado no domingo, o CEO Stéphane Bancel disse estar confiante com a capacidade de imunização da vacina devido aos resultados da primeira fase do estudo. “Acreditamos que nossa vacina mRNA pode ajudar a lidar com a pandemia de Covid-19 e a prevenir futuros surtos”, disse.

A vacina da Moderna utiliza a tecnologia com RNA mensageiro sintético (mRNA), que orienta as células para a produção de proteínas que imitam a superfície externa do coronavírus, protegendo o corpo contra uma futura invasão.

0

 

 

Últimas notícias