Preço pago pelos EUA deve se tornar padrão: US$ 40 por vacina da Covid-19

Negociação com a Pfizer estabelece referência para o valor cobrado pela imunização que, no Brasil, equivale a cerca de R$ 200

atualizado 23/07/2020 15:54

seringa de vacinaiStock

Com um acerto para a compra por US$ 2 bilhões da produção da vacina contra a Covid-19 das empresas Pfizer e BioNTech em 2020, os Estados Unidos podem ter criado um preço de referência para as futuras imunizações contra o coronavírus.

O acordo depende da aprovação do medicamento pelo FDA (a Anvisa americana), mas garante doses suficientes para 50 milhões de norte-americanos, com o custo de US$ 40 por pessoa ou US$ 19,50 por dose. Em reais, o valor da imunização completa seria de cerca de R$ 200 com dólar cotado a R$ 5.

O preço é semelhante ao das vacinas contra a gripe e é considerado razoável por especialistas. “Está dentro da média da sensatez”, diz Peter Pitts, presidente do Centro para Medicina e Interesse Público, à agência de notícias Reuters.

Algumas indústrias farmacêuticas já haviam afirmado que a imunização contra a Covid-19 não será vendida a preço de custo. Como esta é a primeira compra finalizada, o valor pago deve se tornar padrão para vacinas semelhantes — as empresas provavelmente não conseguirão cobrar muito mais do que o concorrente.

0

Últimas notícias