Tragédia da Covid-19 no Brasil equivale à extinção de 214 cidades

Nesta quinta-feira (29/4), país ultrapassou a marca de 400 mil mortes causadas pelo coronavírus

atualizado 29/04/2021 17:07

Enterros no cemitério do CajuAline Massuca/Metrópoles

Nesta quinta-feira (29/4), o Brasil atinge a marca de 400 mil mortes causadas pelo coronavírus. O número emblemático teria provocado a extinção de 214 cidades, caso as vítimas estivessem concentradas apenas nos menores municípios brasileiros.

Se os mortos estivessem restritos a um único lugar, a Covid-19 teria tirado do mapa cidades importantes como Olinda, em Pernambuco, que tem 393 mil habitantes, ou Bauru, em São Paulo, com 379 mil. Também poderia ter aniquilado a população inteira de Vitória, capital do Espírito Santo, que possui 365 mil moradores.

A pandemia mundial já fez 3,1 milhões de mortos ao redor do planeta e, nenhum especialista se arrisca a prever quando irá acabar. Neste cenário, o Brasil se destaca como o 2º país do mundo mais atingido pela doença e é avaliado com receio pela comunidade internacional. As altas taxas de contágio registradas aqui podem resultar no surgimento de variantes com possibilidade de ameaçar a eficácia das vacinas já desenvolvidas.

Para os especialistas em saúde pública, o negacionismo com a qual a doença foi tratada pelas autoridades, a lentidão para garantir e aplicar vacinas e a dificuldade da população em seguir as regras de prevenção explicam o fracasso diário que provoca dor a milhares de famílias.

0

Últimas notícias