Covid, 400 mil mortes: Queiroga pede “conscientização” da população

No dia em que o país ultrapassou mais uma marca trágica, ministro da Saúde também defendeu necessidade de "colaboração da imprensa"

atualizado 29/04/2021 17:48

São Paulo - Ministro da Saúde Marcelo Queiroga evitou falar com a imprensa em dia que Brasil atinge marca de 400 mil mortos (2)Fábio Vieira/Metrópoles

São Paulo – O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, pediu nesta quinta-feira (29/4), quando o país alcançou a marca de 400 mil mortes por Covid-19, “conscientização da população” no combate à pandemia.

Questionado sobre a marca expressiva, o ministro foi evasivo.

“Vamos seguir trabalhando bastante em parceria com estados, municípios para a conscientização da população, e contamos com a colaboração da imprensa.”

A declaração foi dada na saída do Centro de Distribuição de Insumos Estratégicos de Saúde, em São Paulo, onde foram encontradas mais de 100 mil doses da Coronavac.

0

Essas vacinas estavam sem destino enquanto há escassez do composto. Cidades de ao menos 13 estados interromperam a aplicação da segunda dose.

Sem vacinas e medidas efetivas de enfrentamento à pandemia, o país vive uma escalada da doença nesta segunda onda.

Do total de mortes por Covid-19 registradas desde fevereiro do ano passado, 25% foram registradas no último mês.

Especialistas e técnicos do próprio Ministério da Saúde já alertavam que abril seria o pior mês da pandemia do novo coronavírus até agora.

Ainda nesta quinta-feira (29/4), Queiroga vai recepcionar uma remessa com um milhão de doses de vacinas da Pfizer, que chegará em Campinas.

Últimas notícias