Segunda onda do coronavírus já é motivo de apreensão nos EUA

O diretor do Centro de Controle e Prevenção de Doenças, Robert Redfield, teme por uma coincidência entre as epidemias de Covid-19 e H1N1

atualizado 22/04/2020 12:47

diretor do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), Robert RedfieldAlex Wong/Getty Images

A segunda onda de casos de coronavírus preocupa o diretor do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, Robert Redfield. Em entrevista ao jornal The Washington Post publicada nessa terça-feira (21/04), Redfield explicou que ela coincidirá com o inverno no hemisfério norte e o início da temporada de gripes no país.

Na visão dele, os próximos meses serão importantes para que as autoridades se preparem para o que está por vir, uma vez que os dois surtos de doenças respiratórias simultâneas – Covid-19 e gripe H1N1 – aumentariam muito a pressão no sistema de saúde norte-americano.

“Existe a possibilidade de que o ataque do vírus à nossa nação no próximo inverno seja realmente mais difícil do que aquele que acabamos de passar”, disse Redfield ao jornal.

O diretor do CDC ressalta a importância da população manter o distanciamento social e dos governos intensificarem os testes de coronavírus para controlar os novos casos de Covid-19.

Últimas notícias