Prisão de ventre? Veja os alimentos que devem ser evitados

Alimentos à base de farinha branca, cheios de açúcar e ricos em gordura agravam o problema e precisam ser retirados da dieta

atualizado 15/11/2019 20:00

Reprodução

A alimentação tem uma grande influência no funcionamento do trânsito intestinal, por isso, pessoas que sofrem com prisão de ventre devem estar atentas ao que colocam no prato. Seja para incluir itens que ajudam a soltar o intestino, seja para evitar alimentos que o prendem.

O consumo em excesso de açúcares, gorduras e alimentos industrializados contribuem para prender o intestino, ou seja, agravam a prisão de ventre. Enquanto o consumo de fibras presentes, principalmente em frutas, verduras e vegetais folhosos, o solta.

Outra dica para não sofrer com o problema é manter uma rotina de exercícios físicos. Em um caso de um episódio desconfortável de prisão de ventre, recomenda-se dar uma caminhada rápida, de pelo menos 30 minutos e beber pelo menos 600 mL de água enquanto se caminha. A água, ao chegar no intestino, irá amolecer as fezes e o esforço feito na caminhada irá estimular o esvaziamento intestinal.

Veja alimentos que você deve evitar, caso sofra com o problema:

    • Alimentos ricos em açúcar, como refrigerantes, bolos, doces, bolachas recheadas, chocolates;
    • Alimentos ricos em gorduras, como frituras, empanados e comida pronta congelada;
    • Fast food;
    • Leite e derivados integrais, pois são ricos em gorduras;
    • Carnes processadas, como linguiça, bacon, salsicha e presunto;
    • Banana verde e goiaba.

Alguns alimentos que ajudam a soltar o intestino, e por isso devem ser consumidos diariamente, são o brócolis, couve-flor, mamão, abóbora, ameixa e kiwi.Outra boa dica para quem sofre constantemente com o intestino preso é adicionar 1 colher de linhaça, gergelim ou semente de abóbora nas refeições.

Últimas notícias