Pico da Covid-19 será entre maio e julho, afirma Ministério da Saúde

O esperado é que o coronavírus se comporte como outros vírus respiratórios que aumentam a circulação neste período

atualizado 05/05/2020 21:19

Em coletiva de imprensa realizada apelo Ministério da Saúde nesta terça-feira (05/05), o secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson de Oliveira, informou que o esperado é que o pico da epidemia de coronavírus no país ocorra entre maio e julho, quando tradicionalmente aumenta a circulação dos vírus da gripe no território nacional.

“Ainda não dá pra dizer quando será o pico da crise. O isolamento social reduz a curva de casos. Ainda não sabemos em que data exata isso ocorrerá. O que posso dizer é que será entre maio, junho e julho”, disse.

O especialista em saúde pública frisou, entretanto, que o ápice não será o mesmo em todas partes do país, a curva de contágio em São Paulo, por exemplo, está muito mais próxima dos estados do sul do país como Rio Grande Sul e Santa Catarina. Enquanto a do Rio de Janeiro, mais perto do que se verifica em Minas Gerais, Espírito Santo e Pernambuco.

“Não esperem que esse vírus se comporte da mesma maneira em todas as regiões do país. O Brasil é enorme e em cada lugar ele encontra um ecossistema viral diferente para agir”, afirmou Wanderson de Oliveira.

Últimas notícias