Pesquisa sugere adaptações para tornar máscara de pano mais eficiente

Estudo da Universidade Estadual da Virgínia, dos Estados Unidos, fornece dicas simples para aumentar efetividade do item de proteção pessoal

atualizado 29/11/2020 15:32

Máscara de ANDY WARHOLMuseum of Contemporary Arts of Los Angeles/Divulgação

A maioria das pessoas conscientes sobre os perigos da Covid-19 já adotou o uso de máscaras de tecido como parte dos cuidados cotidianos. Agora, uma pesquisa do Instituto Politécnico da Universidade Estadual da Virgínia, conhecido como Virginia Tech, fornece dicas simples que podem tornar o item de proteção ainda mais efetivo.

Apesar de ainda não ter passado pela revisão de pares, o estudo foi liderado por Linsey Marr, uma das principais especialistas sobre aerossóis do mundo. De acordo com ela, a maioria das máscaras de tecido é capaz de bloquear até metade das partículas em suspensão capazes de espalhar a doença. No entanto pequenas adaptações conseguem aumentar a efetividade das máscaras.

Entre as principais sugestões da pesquisa estão:

1. Use três camadas para o bloqueio
A melhor máscara possui três camadas, sendo duas de tecido e outra de um material filtrante. A parte que servirá como filtro deve ficar no meio das de tecido e, pode, inclusive ser um pedaço do tecido usado em máscaras cirúrgicas ou, até mesmo, um filtro de café. De acordo com o estudo, uma máscara com duas camadas e mais filtro, usada bem ajustada, consegue bloquear entre 74% e 90% das partículas perigosas.

2. É melhor usar tecidos maleáveis
Na hora de escolher, prefira um tecido mais maleável, pois um material mais rígido permite que sejam criadas frestas entre o rosto e o item de proteção. As máscaras que possuem ajustes para a região do nariz também são mais eficientes, pois contribuem para evitar espaços por onde partículas podem passar.

3. Laços para ajuste são melhores que elásticos
As máscaras com ajuste feito por laços são melhores que as fixadas por elásticos nas orelhas. Isso porque também se ajustam mais perfeitamente ao rosto, minimizando as frestas entre o item de proteção e a pele. As máscaras com ajuste de elástico também podem se tornar desconfortáveis com o uso prolongado por causa da pressão nas orelhas.

Em entrevista ao The New York Times, a pesquisadora destacou ainda que, para uma maior proteção, o uso de máscaras deve ser acompanhado de outras medidas como lavar constantemente as mãos e restringir os contatos sociais.

Últimas notícias