Olhos podem revelar se paciente está com Covid persistente, diz estudo

Pesquisa mostra que danos aos nervos da córnea estão presentes em pessoas que sofrem com os efeitos da infecção a longo prazo

atualizado 28/07/2021 17:28

olhosPexels/Reprodução

De acordo com um estudo publicado no British Journal of Oftalmology no início de julho, um exame oftalmológico simples pode mostrar se o paciente está sofrendo com Covid persistente.

“Até onde sabemos, este é o primeiro estudo reportando perda no nervo da córnea e aumento na densidade das células dendríticas (tipo de célula do sistema imunológico) em pacientes que se recuperaram da Covid-19, principalmente em pacientes com sintomas consistentes com a Covid prolongada“, explica Gulfidan Bitirgen, da Universidade Necmettin Erbakan, na Turquia, principal autora do estudo.

Os pesquisadores analisaram os resultados de exames de 40 pacientes que tiveram Covid-19 comparando-os com as informações de 30 indivíduos que não foram contaminados. O teste mostrou que pessoas com sintomas neurológicos que tiveram a infecção tinham dano e perda de fibras no nervo corneal, assim como contagem alta de células dendríticas. Pessoas que tiveram quadros mais severos da infecção tiveram maior dano.

O estudo é pequeno, e não é possível afirmar que o desgaste no nervo foi causado pela Covid, mas os cientistas acreditam que os resultados são consistentes com o processo inflamatório e a resposta imune causados pelo coronavírus.

“Mais estudos da mudança na densidade das células dendríticas e no dano ao nervo corneal em pacientes com Covid-19 podem mostrar pistas sobre a contribuição da inflamação e da resposte imune para a degeneração dos nervos”, escrevem os pesquisadores.

Saiba como o coronavírus ataca o corpo humano:

0

Mais lidas
Últimas notícias