Covid-19: máscara, distância e proteção para olhos funcionam, diz pesquisa

Pesquisadores da Universidade McMaster, no Canadá, revisaram mais de 200 estudos publicados por médicos de todo o mundo

atualizado 02/06/2020 12:32

Máscara no fundo vermelhoGetty Images

Manter o distanciamento social de dois metros, usar corretamente as máscaras e adotar proteção para os olhos reduzem significativamente as chances de infecção pelo novo coronavírus, segundo levantamento feito por pesquisadores da Universidade McMaster, no Canadá.

Os cientistas revisaram cerca de 200 estudos observacionais e comparativos sobre as formas de contágio de coronavírus – não só do Sars-Cov-2, mas também dos vírus da Sars e da Mers, que foram publicados até 03/05, em 16 países do mundo. O resultado do trabalho saiu na segunda-feira (o1/06), na revista The Lancet, uma das mais prestigiadas do meio científico.

A equipe do médico Holger Schünemann investigou os efeitos das medidas de proteção recomendadas pelas autoridades de saúde e, entre outras boas notícias, chegou à conclusão de que o distanciamento de pelo menos um metro de uma pessoa infectada pode reduzir em até cinco vezes a chance de um contágio — a distância mais eficaz, entretanto, seria de, no mínimo, dois metros.

Outro achado foi que o uso de máscaras quintuplica a proteção contra o vírus e a proteção para os olhos (viseiras e óculos de proteção, por exemplo) reduz a probabilidade de infecção de 16% entre os que não usam para 5,5% entre os que utilizam.

As conclusões partiram de estudos sobre a realidade de profissionais de saúde – pessoas que lidam diretamente com os infectados – mas, podem ser adotadas como orientação geral para todos. No entanto, os cientistas reforçam que nenhuma dessas intervenções, mesmo que usadas corretamente, exclui completamente a possibilidade de infecções.

0

 

Últimas notícias