“Não há chá milagroso”, avisa infectologista sobre coronavírus

Médico André Bon esclarece que não há maneira comprovada cientificamente de mexer na imunidade do corpo usando apenas a alimentação

atualizado 29/02/2020 10:44

Dose Juice/Unsplash

Com a chegada do coronavírus ao Brasil e o aumento expressivo no número de casos suspeitos da doença, surgem muitas dúvidas e notícias falsas sobre como seria possível evitar o vírus.

De acordo com o Ministério da Saúde, entre as 5.850 mensagens recebidas pelo órgão em sua ferramenta de apuração de fake news, 85% eram mentira. Entre elas, a maioria falava sobre vitaminas, chás e misturas milagrosas que manteriam o coronavírus fora do organismo.

O infectologista André Bon, do Hospital Brasília, afirma que não existe maneira comprovada cientificamente de alterar imunidade do corpo apenas com a alimentação. Só medicamentos seriam capazes de influenciar na capacidade de reação do corpo àquilo que ele entende como uma ameaça.

“Não existe isso. A imunidade que podemos medir, que tem alguma repercussão na capacidade do corpo de ficar mais ou menos suscetível a uma infecção, é afetada apenas por remédios ou doenças. Não existe nenhuma alimentação que você possa inserir na rotina que vá mexer na imunidade, não há nenhuma comprovação científica”, afirma o especialista.

Ele explica ainda que, fora adotar a etiqueta respiratória, não compartilhar talheres, travesseiros e toalhas, evitar aglomerações e lavar as mãos com frequência, não há nada que possa ser feito para prevenir o coronavírus. “É preciso tomar cuidado com o charlatanismo”, diz.

Últimas notícias