Na crise do coronavírus, Hospital de Águas Claras abre as portas

A rede Ímpar investiu R$ 300 milhões para construir e equipar o complexo que pretende ser referência em serviços de saúde na região

atualizado 27/03/2020 19:17

Rafaela Felicciano/Metrópoles

O Hospital Águas Claras começa a funcionar a partir deste fim de semana. A rede Ímpar, que administra o Hospital Brasília, a Maternidade Brasília e possui unidades de saúde em São Paulo e no Rio de Janeiro, investiu R$ 300 milhões para construir e equipar o complexo de 38 mil metros quadrados de área construída.

O hospital terá um pronto-socorro com funcionamento 24 horas, 267 leitos disponíveis para internação – sendo 70 deles de cuidado intensivo, e 120 consultórios clínicos. Ainda não foi divulgado que convênios serão aceitos no complexo hospitalar.

O objetivo é que o centro clínico seja referência na rede particular de saúde para a parte sul do Distrito Federal. Além de Águas Claras, a região inclui Taguatinga, Samambaia, Ceilândia e Riacho Fundo.

A inauguração do hospital já estava programada para este período, apenas coincidiu do início dos serviços ser em um momento onde o reforço hospitalar é necessário para enfrentar a pandemia provocada pelo novo coronavírus.

Últimas notícias