Ministério da Saúde confirma 2ª morte pela variante Delta no Brasil

Tripulante do navio chinês que estava atracado a 50 km do litoral brasileiro chegou a ficar internado por 43 dias em um hospital de São Luís

atualizado 27/06/2021 23:27

O coronavírusNIAID/Flickr

O Ministério da Saúde confirmou, neste domingo (27/6), o 2º caso de morte provocada pela variante Delta do coronavírus no Brasil. Trata-se de um homem de 54 anos, que era tripulante do navio chinês MVS Shandong da ZMI, que estava atracado a 50 quilômetros no litoral do Maranhão.

O paciente que faleceu era indiano, tinha 54 anos e estava internado há 43 dias em um hospital da rede privada de saúde em São Luís. Ele começou a sentir os sintomas da Covid-19 em 13 de maio, quando ainda estava embarcado no navio, e teve o resultado confirmado para a infecção em 17 de maio.

Em seguida, uma análise genômica atestou que ele tinha sido infectado pela cepa Delta do coronavírus, identificada pela primeira vez na Índia. Outros cinco tripulantes da embarcação também testaram positivo para a Covid-19, mas o quadro deles não apresentou complicações.

Na sexta-feira (25/6), o 1º óbito pela variante Delta do coronavírus foi confirmado pela Secretaria de Saúde do Paraná. A paciente tinha 42 anos e estava gestante, com 28 semanas.

A morte dela ocorreu em 18 de abril, em Apucarana, após a realização de uma cesárea de emergência. O bebê está bem e testou negativo para a Covid-19. A paciente era moradora do Japão e estava de passagem pelo Brasil.

Últimas notícias