Médicos da Malásia criam primeira camisinha unissex

Produto contém uma fita adesiva para ser grudada em pênis ou vaginas

atualizado 29/10/2021 12:41

Classen Rafael/EyeEm/Getty Images

Um grupo de médicos e cientistas da Malásia criou uma camisinha unissex. Feito com um tipo de plástico muito fino, o produto vem com uma fita adesiva para que o preservativo seja ajustado em pênis e vaginas.

A ideia é que a camisinha seja fixada entre as coxas das mulheres. Para os homens, o jeito de vestir é semelhante ao dos preservativos comuns. O material utilizado é um plástico ultrafino que, normalmente, serve para fazer curativos em ferimentos e para a fabricação de luvas cirúrgicas.

Segundo os pesquisadores, o produto é mais forte que o látex, matéria prima das camisinhas comuns, e tem menor chance de rasgar ou de sair durante o ato sexual.

“Uma vez que você coloca, nem percebe que está lá. É basicamente uma camisinha comum, com um adesivo”, explica John Tang, médico à frente da criação.

A camisinha unissex só estará à venda na Malásia a partir de dezembro, mas a empresa fabricante está fazendo estudos para garantir a segurança e, assim, iniciar o processo de registro em outros países.

“Baseado nas informações que temos, estamos bastante otimistas que, com o tempo, será um acréscimo importante aos vários métodos contraceptivos usados para evitar gravidez e infecções sexualmente transmissíveis“, completa o pesquisador.

Mais lidas
Últimas notícias