Média de leitos de UTI no Brasil é maior que da Itália e França

País tem média de 2,62 leitos a cada dez mil habitantes; apenas São Paulo tem o dobro de unidades do que o Reino Unido

atualizado 24/03/2020 19:32

De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil tem, proporcionalmente, um número maior de leitos de UTI – somando as unidades das redes pública e privada – do que países europeus como França, Itália e Reino Unido. Um dos principais desafios do coronavírus é o afogamento dos sistemas de saúde, já que os pacientes exigem pelo menos 14 dias de internação e falta espaço para novos pacientes.

Segundo o secretário-executivo da pasta João Gabbardo, só o estado de São Paulo tem mais leitos do que toda a Itália e o dobro do que o Reino Unido. O Brasil tem uma média de 2,62 leitos a cada 10 mil habitantes, com um total de 55 mil — número do começo de março.

“Vamos incluir mais quase o tanto de leitos que a Itália tem“, afirma Gabbardo, que explica ainda que a ação está ligada à preparação do Brasil para lidar com a epidemia do coronavírus.

O país europeu que sofre com a alta taxa de mortalidade tem 5 mil leitos, em uma proporção de 0,83 a cada 10 mil pessoas. O Reino Unido tem 4 mil leitos, em uma proporção de 0,6 e a França, 7 mil, com taxa de 1,05 a cada 10 mil habitantes. A Alemanha, em contrapartida, está em melhor condição: são 25 mil leitos, em uma taxa de 3,02 leitos a cada 10 mil pessoas.

O estado de São Paulo tem 8.295 leitos (1,81 de taxa) e o Rio de Janeiro, 3.936 (2,28).

Últimas notícias