Incluir a tapioca no cardápio é uma escolha saudável?

O alimento é considerado um bom substituto para o pão branco porque não tem glúten, mas a quantidade de calorias é praticamente a mesma

atualizado 20/02/2019 8:14

Priscila Zambotto, Getty Images

A tapioca deixou de ser uma comida essencialmente regional para se tornar a protagonista de muitas dietas nos últimos anos. O motivo? As pessoas acreditam que ela substitui o pão branco como item saudável no café da manhã. No entanto, a tapioca – como todo alimento – tem seu lado bom e ruim.

A tapioca é feita com a fécula da mandioca, e o principal macronutriente presente é o carboidrato. O alimento é uma fonte rápida e prática de energia para o organismo. Além de ser uma ótima alternativa para pessoas que têm intolerância ao glúten.

Algumas pessoas acreditam que a tapioca é menos calórica do que o pão branco. A nutricionista Mariana Lima, da clínica Instituto MaRe, em Brasília, explica a controvérsia. Segundo ela, a tapioca sem nada tem mais ou menos 186 calorias, enquanto o pão tem 150 calorias. Isso significa quase trocar seis por meia dúzia. “Apesar de não ter glúten, a tapioca não tem valor nutricional e ainda tem alto índice glicêmico. Sendo assim, quando consumida é absorvida rapidamente sem gerar saciedade”, comenta.

Ainda assim, a tapioca não precisa se tornar um vilão. Ela só precisa ser consumida com moderação. “Não é a tapioca ou o pão branco que engordam ou emagrecem”, minimiza Mariana. Cada alimento pode ser combinado a outros ingredientes para gerar maior valor nutricional. “Uma boa opção é acrescentar proteína como recheio – tipo frango, carne, queijo, ovos. Ou fazer a crepioca, em que se acrescenta ovo à goma de tapioca na hora do preparo”, ensina a especialista.

A adição de proteínas ou de gorduras boas, como sementes de chia ou linhaça, ajuda a diminuir o índice glicêmico e aumenta a sensação de saciedade.

Mais lidas
Últimas notícias