Imagens de lesões no intestino mostram ação do coronavírus no órgão

Pesquisa americana analisou mais de 400 pessoas e percebeu anomalias nesta parte do corpo em 3,2% dos participantes

atualizado 13/05/2020 14:20

Imagem de lesões causadas no intestino pelo coronavírusRadiological Society of North America

Um dos órgãos com maior nível da enzima ACE2, usada pelo coronavírus para invadir células e se multiplicar dentro do corpo, o intestino é um dos locais atingidos pela infecção provocada pelo novo coronavírus.  Um estudo publicado na revista Radiology nesta terça (12/05) mostra que o vírus é capaz de causar lesões no intestino e pode provocar, além de problemas como espessamento do órgão, isquemia (diminuição ou suspensão da irrigação sanguínea).

Os pesquisadores do Massachusetts General Hospital, responsáveis pelo trabalho, analisaram 412 pacientes e perceberam anomalias no intestino de 3,2% dos participantes. Dois deles tiveram que passar por cirurgia para remover parte do intestino: o órgão estava necrosando pela falta de fluxo sanguíneo. Foram encontrados também coágulos nas artérias da parede intestinal, o que pode explicar a falta de irrigação.

Imagem de tomografia de lesões causadas pelo coronavírus no intestino
Imagem de tomografia de lesões causadas pelo coronavírus no intestino

“Os pacientes na UTI podem ter isquemia intestinal por outros motivos, mas sabemos que a Covid-19 pode levar a coagulação e lesão de pequenos vasos; portanto, o intestino também pode ser afetado pela infecção”, diz Rajesh Bhayana, um dos pesquisadores responsáveis, em comunicado.

0

Últimas notícias