Homem é internado com overdose de vitamina D. Entenda os riscos

A princípio, os médicos achavam que ele estava com câncer, mas o diagnóstico foi descartado depois de vários exames

atualizado 06/07/2022 13:43

cápsulas de vitamina D em fundo rosaGettyImages

Em um relato publicado na revista científica BMJ Case Reports, médicos britânicos alertaram para o caso de um homem de meia-idade que foi hospitalizado com overdose de vitamina D. O paciente tomou 20 comprimidos de suplemento em um único dia, o equivalente a 375 vezes a quantidade recomendada do hormônio.

Ele foi admitido no hospital três meses depois de tomar os remédios com vômito constante, diarreia, dor de estômago e perda de peso acentuada (- 12 kg). Também apresentava tinitus (zumbido persistente no ouvido), boca seca e sede incontrolável. A princípio, os médicos achavam que ele estava com câncer, mas o diagnóstico foi descartado depois de vários exames.

Durante a investigação médica, a equipe descobriu que a quantidade de vitamina D no sangue do paciente estava sete vezes mais alta do que o normal, o que havia provocado a falência aguda de seus rins. O hormônio é responsável por aumentar a absorção de cálcio no organismo, e o excesso da substância pode fazer mal a vários órgãos.

O paciente ficou no hospital mais uma semana, e tomou remédios e fluidos intravenosos para tirar o suplemento do organismo. Porém, os níveis de cálcio no corpo só voltaram ao normal três meses depois da alta hospitalar — ainda assim, a quantidade de vitamina D continuava muito alta.

O britânico conta que começou a tomar os suplementos por indicação do nutricionista, e que assim que se sentiu mal, suspendeu os medicamentos.

Os médicos responsáveis pelo caso alertam para o potencial tóxico de suplementos de vitaminas quando consumidos em exagero ou em combinações perigosas. Eles lembram que qualquer suplemento deve ser consumido com acompanhamento profissional.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Mais lidas
Últimas notícias