Hipotireoidismo: saiba qual sintoma da doença se manifesta de manhã

Funcionamento abaixo do esperado da glândula pode levar a vários problemas de saúde, incluindo colesterol alto e problemas nos nervos

atualizado 12/09/2022 15:55

Foto de um homem tocando a região da tireóide Reprodução/Unsplash

Considerada uma doença “invisível”, o hipotireoidismo acontece quando a tireoide não produz hormônios suficientes para manter o funcionamento correto do organismo. Se não tratada, pode afetar os nervos, atrapalhando o fluxo de informações entre o cérebro e o restante do corpo.

Um dos sintomas mais clássicos da doença é o cansaço excessivo, que pode começar logo ao acordar. A fadiga pode ser tão grande que o paciente pode ter dificuldade até pra levantar a cabeça do travesseiro de manhã — muitos ainda passam o dia com sono, com dificuldade de se manter acordado.

Segundo o Ministério da Saúde, outros sinais da condição são queda de cabelo, dores musculares, falhas de memória, pele seca, intestino preso, menstruação irregular, desaceleração dos batimentos cardíacos, depressão e aumento do colesterol no sangue.

De acordo com um estudo publicado na revista científica Journal of Thyroid Research, outro sintoma da produção baixa de hormônios pela glândula é a fome: com pouca energia, o organismo pediria carboidratos para abastecer o corpo e mantê-lo funcionando. O sinal pode levar também ao ganho de peso.

Em adultos, na maioria das vezes o hipotireoidismo é causado pela Tireoidite de Hashimoto, uma condição autoimune na qual o corpo ataca a glândula, que perde sua capacidade de funcionar corretamente.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
0

O tratamento preconizado pelo Ministério da Saúde é o uso de um medicamento chamado levotiroxina diariamente, em jejum — o remédio mantém os níveis de hormônio normais, permitindo que o paciente seja funcional na sua rotina.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Mais lidas
Últimas notícias