Estudo mostra que vitamina C e zinco não funcionam contra a Covid-19

Resultados foram tão insignificantes que pesquisadores decidiram encerrar o estudo antes do tempo previsto

atualizado 15/02/2021 22:36

vitaminas em fundo vermelhoIstock

Apesar de serem substâncias normalmente associadas à melhora da imunidade e redução dos sintomas da gripe, o zinco e a vitamina C não têm eficácia contra a Covid-19, de acordo com um estudo publicado na revista científica JAMA Network Open.

Os pesquisadores da Cleveland Clinic, nos Estados Unidos, testaram a suplementação das substâncias em 214 adultos com diagnóstico confirmado de Covid-19 para avaliar como o zinco e a vitamina C afetam os sintomas da doença.

Os participantes precisaram responder questionários sobre a evolução do quadro de Covid-19, mas os responsáveis pelo levantamento não encontraram nenhuma diferença entre quem tomou os suplementos, e o grupo de controle, que não tomou nada. Não houve redução ou gravidade dos sintomas.

Os resultados foram tão inexpressivos que a pesquisa foi cancelada antes do tempo previsto. Os pesquisadores reforçam que o uso de suplementos sem acompanhamento médico pode fazer mal à saúde, e o consumo exagerado de zinco e vitamina C pode causar intolerância gastrointestinal, náusea e cólicas estomacais.

0

Últimas notícias