Dicas de opções mais saudáveis para substituir a farinha branca

Biomassa de banana verdade, farinha de arroz e amêndoas são ótimos ingredientes para excluir o glúten das receitas

Jørgen Håland, UnsplashJørgen Håland, Unsplash

atualizado 03/05/2019 14:40

A farinha branca é feita de trigo – ou seja contém glúten – e tem esse nome por conta do seu processo de refinamento, que a deixa com aspecto mais claro após a remoção total da casca que envolve os grãos. Isso consequentemente aumenta o tempo de validade do produto. Apesar de ser uma das mais usadas e consumidas, não é a opção mais saudável para preparações culinárias.

Atualmente, há uma grande variedade de farinhas usadas como alternativas para preparar bolos, massas e pães. A consistência e sabor não são iguais, mas elas são bem mais saudáveis. Confira algumas opções que selecionamos.

Farinha de amêndoas
Extremamente nutritiva, é rica em fibra, vitamina E e B2, magnésio e fósforo. Além de ser saudável, é um alimento fácil de adicionar na dieta, pois pode ser consumido em panquecas, bolos e biscoitos. Auxilia ainda na perda de peso, prevenção contra o câncer e diabetes. No entanto, é um item caro, vendido somente em lojas especializadas em produtos naturais.

Biomassa de banana verde
O purê derivado da fruta ajuda a melhorar o funcionamento do intestino, além de auxiliar no processo de emagrecimento. Por ter bastante fibra, ela mantém a sensação de saciedade por mais tempo e promove o controle da glicemia e do colesterol. Bastante versátil, pode ser usada até para engrossar molhos.

Farinha de arroz
É uma das principais substitutas da farinha de trigo porque é tida como estruturante. Isso significa que ajuda a dar liga na preparação de receitas como pães, massas, biscoitos e bolos. Pode ser encontrada com facilidade e é vendida nas versões branca ou integral. Normalmente, as receitas que levam farinha de arroz têm ainda a fécula de mandioca para dar uma consistência parecida à farinha branca.

Farinha de linhaça
Esse ingrediente promove saciedade, ajuda no controle de peso, previne diabetes e pressão alta. Além disso, possui fitoesteróis que ajudam a regular problemas ginecológicos, como a TPM e a menopausa. Tem ação antioxidante que combate o envelhecimento precoce.

(Com informações do portal Tua Saúde)

Últimas notícias