Covid-19: vacina russa pode começar a ser produzida em setembro

Governo do país afirma que a primeira fase de testes já foi concluída e a última deve se encerrar no meio de agosto

atualizado 13/07/2020 19:18

agulha com vacinaTalaj, Istock

Uma das vacinas estudadas contra o novo coronavírus, a imunização produzida pela Universidade Sechenov, em Moscou, na Rússia, apresentou bons resultados na primeira fase da pesquisa clínica e pode começar a ser produzida em setembro, segundo o governo local.

De acordo com o Ministério da Defesa russo, todos os 38 pacientes que participaram da primeira fase apresentaram resposta imunológica contra a Covid-19. A próxima rodada deve começar no final de julho, e a última, no meio de agosto. Se os resultados continuarem positivos, a Rússia pretende começar a produzir a imunização em seguida.

Nenhum estudo científico sobre a vacina foi publicado até o momento.

Os primeiros participantes a tomar a vacina ficaram isolados por cerca de um mês, e alguns apresentaram febre e dor de cabeça, irritação na garganta, dor nas articulações e vermelhidão no local da punção, por 24 horas. Os voluntários devem voltar ao centro de pesquisas 42 dias depois da primeira dose para serem analisados.

Com informações da Sputnik

0

Últimas notícias