Covid-19: Reino Unido estuda combinação das vacinas de Oxford e Pfizer

Objetivo é entender se imunizantes contra Covid-19 funcionam caso o paciente receba uma dose de cada

atualizado 04/02/2021 14:41

Vacinação de idosos contra a Covid-19Fotos Hugo Barreto/Metrópoles

Pesquisadores do Reino Unido começaram, nesta quinta-feira (4/2), um estudo para entender como seria a resposta imunológica gerada pela combinação das vacinas da Oxford/AstraZeneca e Pfizer/BioNTech contra a Covid-19. A ideia é dar uma dose de cada imunizante a um grupo de pacientes.

Os primeiros dados devem ser divulgados apenas em junho. Os participantes serão divididos em grupos: cada um receberá uma ordem (a de Oxford depois a da Pfizer, e vice-versa), em intervalos de 4 a 12 semanas. Conforme forem sendo aprovados, outros imunizantes devem ser adicionados à pesquisa.

Caso o modelo funcione, os responsáveis pelo levantamento sugerem que esta seria uma opção para flexibilizar a aplicação de vacinas ao redor do mundo, enquanto a produção ainda é escassa.

Veja, na galeria, como cada tipo de vacina funciona:

0

Últimas notícias