Covid-19: doente com perda de olfato e paladar reage mais rápido

Pesquisa da Universidade da Califórnia sugere que sintomas se apresentam com frequência em pessoas que apresentam quadros leves

atualizado 15/04/2020 17:19

Um estudo publicado neste domingo (12/04) por pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, no jornal Fórum Internacional de Alergia e Rinologia, afirma que pacientes que reclamam de perda de paladar e olfato têm dez vezes mais chance de ter coronavírus.

Os sintomas também são mais comuns naqueles com boa capacidade de recuperação. A pesquisa levantou dados de 1.480 pacientes com sintomas gripais que seriam testados para a Covid-19. Destes, 102 testaram positivo e o restante apresentou outras doenças. Foram incluídos no trabalho informações de outros 59 casos confirmados e 203 pessoas cujos testes deram negativo.

Os pacientes que apresentaram a perda de olfato e paladar afirmaram que o sintoma era forte, mas o retorno completo das sensações voltou entre duas e quatro semanas depois da infecção.

“Nosso estudo não só mostrou que a alta incidência destes sintomas é específico da Covid-19, mas felizmente também descobrimos que a maioria das pessoas com alterações sensoriais teve uma recuperação rápida”, explica Carol Yan, uma das otorrinolaringologistas responsáveis pelo trabalho.

Segundo os pesquisadores, é preciso dar mais atenção a estes sintomas na hora do diagnóstico, ainda que antes do testes de comprovação.

Últimas notícias