Coronavírus: OMS anuncia aliança global para criação de vacina

A agência internacional da ONU tem o apoio de autoridades da Comissão Europeia e de países como França, Alemanha, Espanha e Itália

atualizado 24/04/2020 18:07

A Organização Mundial da Saúde (OMS) lançou, nesta sexta-feira (24/04), uma aliança global com a adesão de presidentes de diversos países para acelerar as pesquisas científicas de vacinas, tratamentos e testes de diagnóstico do novo coronavírus.

O plano foi anunciado em uma videoconferência com o diretor-geral do órgão, Tedros Ghebreyesus, que afirmou: “Estamos enfrentando uma ameaça comum que só podemos derrotar com uma abordagem comum”.

Com ele, estavam a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen; o presidente francês, Emmanuel Macron; o espanhol Pedro Sanchez; a chanceler alemã, Angela Merkel; e o primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte. O esforço tem também o apoio de empresários, como o do americano Bill Gates, e representantes do setor farmacêutico.

Segundo Ursula von der Leyen, o objetivo é arrecadar 7,5 bilhões de euros, aproximadamente US$ 8,10 bilhões, para as ações. A reunião não teve a participação de representantes dos Estados Unidos e da China.

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, defendeu a medida ao afirmar que se trata de um esforço conjunto com o objetivo de produzir uma vacina para as populações de todo o mundo.

“O mundo precisa desenvolver, produzir e garantir uma distribuição equitativa, não de uma vacina ou tratamento para um país ou região ou metade do mundo – mas uma vacina e tratamento acessíveis, seguros, eficazes, fáceis de administrar e universalmente disponíveis – para todos, em qualquer lugar.”(Com informações da EFE e O Globo)

Últimas notícias