metropoles.com

Brasileiros tentam criar vacina contra coronavírus e influenza

Pesquisadores da Fiocruz Minas esperam ter a imunização pronta em dois anos, mas poucas informações sobre o Sars-CoV-2 dificultam a produção

atualizado

Compartilhar notícia

Daniel Ferreira/Metrópoles
vacinação
1 de 1 vacinação - Foto: Daniel Ferreira/Metrópoles

Um projeto desenvolvido pelo Grupo de Imunologia de Doenças Virais da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) de Minas Gerais, em parceria com o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Vacinas e a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), está tentando criar uma vacina bivalente contra o coronavírus e a influenza.

A ideia é que, com apenas uma picada, o paciente crie imunidade contra os dois vírus: são usados micro-organismos atenuados que não são capazes de infectar.

A vacina vai começar a ser testada em células de laboratório e em camundongos antes de serem experimentadas em humanos. Os pesquisadores estimam que todo o processo demore cerca de dois anos.

A maior dificuldade encontrada até agora é que o Sars-CoV-2 é um vírus completamente novo e, por isso, ainda não se tem toda a informação de como ele funciona.

“Se tudo der certo, a vacina bivalente pode ser até mais barata do que uma vacina exclusiva para a Covid-19”, explica o pesquisador Alexandre Machado, em entrevista à revista Galileu. O grupo pretende distribuir a imunização pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comSaúde

Você quer ficar por dentro das notícias de saúde mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações