Coronavírus: entre os 10 países com mais casos, Brasil é o que menos testa

As nações com o maior número de infectados são Estados Unidos, Rússia, Brasil, Reino Unido, Espanha, Itália, Alemanha, Turquia, França e Irã

Profissional de saúde colhe material para teste rápido para Covid-19HUGO BARRETO/METRÓPOLES

atualizado 23/05/2020 9:41

O Brasil é o país que menos testa a sua população para o coronavírus entre os 10 Estados com mais ocorrências confirmadas. Além disso, se a métrica for a de exames por caso diagnosticado, apenas o Peru está pior do que o Brasil em um grupo de 46 países que divulgaram informações sobre o assunto recentemente.

Os números foram compilados pelo (M)Dados, núcleo de jornalismo de dados do Metrópoles, de duas fontes diferentes: o Ministério da Saúde e o OurWorldInData, projeto de pesquisadores da Universidade de Oxford, na Inglaterra, que divulga material do mundo todo sobre diversos assuntos, entre eles a Covid-19. Neste caso, a fonte do site foi a Universidade John Hopkins, dos EUA.

Os 10 países com a maior quantidade de infectados por coronavírus são Estados Unidos, Rússia, Brasil, Reino Unido, Espanha, Itália, Alemanha, Turquia, França e Irã. O Brasil realizou 423,4 mil testes para uma população de 212 milhões de habitantes: um exame a cada 502 pessoas. Nesse caso, os dados se referem ao dia 20 de maio.

Em um distante segundo lugar está o Irã, com 716,2 mil testes para 84 milhões de habitantes, o que significa um exame para cada 117 indivíduos. As informações do país persa são do dia 19 de maio. Já o terceiro lugar é da França, que realizou uma análise para cada 78 franceses. Os dados são de 5 de maio.

O gráfico a seguir mostra a situação de cada um dos 10 países com mais casos:

O OurWorldInData traz informações recentes de testagem em 46 países. Quando a comparação é feita entre eles, o Brasil passa a ser o oitavo com a menor quantidade de exames em relação à população. Na frente do Brasil, estão Nigéria, Indonésia, Etiópia, Quênia, Índia, Paquistão e Senegal.

Confrontar o número de casos com a porção de exames realizados é outro modo de avaliar a testagem de cada país. Se o esforço para saber o diagnóstico for maciço, a tendência é que sejam necessários mais testes. Se a política for analisar apenas pessoas com sintomas graves, a situação é inversa.

Nessa comparação, apenas um país está pior do que o Brasil: o Peru. A nação andina tem 1,09 teste para cada caso confirmado. Já no Brasil, a relação é de 1,56 exame para cada infecção detectada.

0
Últimas notícias