Coronavírus: 20% dos brasileiros que furaram isolamento alegam tédio

Pesquisa do Ministério da Saúde mostra que "vontade de sair de casa" é 4º motivo mais comum para pessoas não respeitarem quarentena

atualizado 01/06/2020 14:50

Moradores do guará fazem exercicio em periodo de quarentena na pandemiaHugo Barreto/Metrópoles

Quase nove em cada dez brasileiros saíram de casa durante a pandemia do novo coronavírus no fim de abril e início de maio. Comprar alimento, trabalhar e procurar serviço de saúde são as principais razões, mas 20,5% reconhecem que quebraram o isolamento por “estar entediado ou cansado de ficar em casa”.

Os dados foram obtidos pelo Ministério da Saúde por meio da pesquisa Vigitel, a partir de entrevistas telefônicas. A parcela significativa da população que precisou sair de casa ao menos uma vez durante a pandemia por tédio chama a atenção. Ela está à frente, por exemplo, de pessoas que alegaram romper o isolamento para ajudar um familiar ou amigo.

O Ministério da Saúde realizou a pesquisa entre os dias 25 de abril e 5 de maio. A intenção é identificar e descrever o comportamento dos brasileiros durante a pandemia.

Também chamou a atenção que cerca de 40% das pessoas entrevistadas admitiu estar com problemas com o sono. Elas têm dificuldade em dormir ou dormem mais que o costume. A pasta prometeu divulgar em breve informações que ajudem os brasileiros a lidarem com o problema.

Últimas notícias