Com 17 mil mortes em 24h, mundo bate recorde de óbitos por coronavírus

Número de vítimas da Covid-19 nos Estados Unidos puxou o total do planeta de acordo com levantamento da Universidade Johns Hopkins

atualizado 13/01/2021 12:45

Funerária prepara corpo para ser enterrado em ceminterioHugo Barreto/Metrópoles

A Universidade Johns Hopkins, que monitora os casos de Covid-19 no mundo, registrou recorde de óbitos causados pela doença nesta terça-feira (13/1). De acordo com o balanço, 17.186 pessoas faleceram em decorrência da infecção no mundo nas últimas 24h. O número foi alavancado principalmente pelos Estados Unidos, que registrou 4.327 óbitos no mesmo período.

O recorde mundial anterior de mortes por coronavírus em um dia havia sido de 15 mil e foi registrado em 30 de dezembro. No caso dos Estados Unidos, o último recorde foi de 4.195 mortes, registrado no dia 7 de janeiro.

Os EUA vive, ainda, uma sequência de recordes de infecções, com mais de 215 mil novos casos registrados nas últimas 24h. Até agora, o pico de novos casos ocorreu no dia 2 de janeiro, quando o levantamento apontou 302 mil novos doentes.

O ranking de países mais afetados pela pandemia é encabeçado pelos EUA, que contabiliza mais de 380 mil óbitos e 22,8 milhões de casos confirmados. O Brasil está em segundo lugar, com 204 mil mortes e 8,1 milhões de casos, seguido da Índia, com 151 mil mortes e 10,4 milhões casos.

Nos últimos sete dias, o Brasil registrou uma média de 54 mil novos casos confirmados. Até agora, a pandemia de coronavírus causou quase 2 milhões de mortes em todo o mundo. A estimativa é que mais de 91 milhões de pessoas tenham sido infectadas pelo Sars-CoV-2.

0

 

Últimas notícias