Cinco erros comuns que as pessoas cometem no café da manhã

A primeira refeição do dia precisa ser caprichada para garantir energia e disposição. Veja o que não se deve fazer

Brooke Lark, UnsplashBrooke Lark, Unsplash

atualizado 27/06/2019 11:48

O café da manhã é uma refeição muito importante, especialmente para quem quer começar o dia com disposição. É comum, entretanto, que as pessoas cometam erros de alimentação já nesta primeira refeição do dia que acabam atrapalhando o funcionamento do organismo e comprometendo o plano alimentar.

Segundo a nutricionista Bruna Neuhauss, café da manhã é hábito. “Pessoas que dizem não sentir fome pela manhã, geralmente, fazem refeições pesadas à noite. Distribuir a alimentação de maneira equilibrada durante o dia é a melhor estratégia”, sugere. Outro alerta de Bruna é para a qualidade dos alimentos colocados à mesa: é comum que as pessoas façam escolhas pobres em nutrientes. “A dupla pão com manteiga e café é o que a maioria das pessoas come todos os dias. No entanto, o café da manhã deve ser uma refeição tão completa quanto todas as outras.”

Veja erros comuns:

  • Tomar só um café: apenas a cafeína não é suficiente para dar ao corpo o que ele precisa. Apesar de estimulante, a xícara de café garante energia a curto prazo, enquanto ingerir alimentos  prolonga a sensação de saciedade. “O café deve ser sem açúcar ou adoçantes artificiais, mas a pessoa também pode substituí-lo por um suco natural ou chá”, sugere.
  • Não beber água: as pessoas esquecem de beber água assim que acordam, mas o hábito é necessário para repor os líquidos perdidos durante a noite. O baixo consumo de água causa efeitos comuns de desidratação, como dor de cabeça, falta de atenção e peles, olhos e lábios secos, entre outros.
  • Não comer uma fonte de gordura saudável: muitas pessoas evitam a gordura, seja o azeite, a manteiga ou frutas como o abacate. No entanto, uma refeição sem nenhuma gordura boa não fornece nem saciedade e nem energia. Algumas opções de gorduras boas são castanhas, pasta de amendoim e azeite de oliva. E os famigerados manteiga e abacate também são boas opções.
  • Excesso ou falta de carboidratos: o carboidrato ganhou uma fama de mau, contudo é um macronutriente importante para a saúde, por ser fonte de energia. Carboidratos como mandioca, granola sem açúcar, aveia, inhame e pães integrais, que têm mais fibras, prolongam a sensação de saciedade e são adequados para iniciar o dia. Combinações como torrada, com ovo e abacate são excelentes para turbinar o café da manhã. “O mais interessante é variar as fontes de carboidratos, como pães de fermentação natural, cuscuz, tapioca, biscoito de arroz ou tubérculos cozidos”, recomenda Bruna Neuhauss.
  • Não incluir frutas no cardápio: frutas são fonte de carboidratos, porque têm açúcar natural, e também possuem fibras. Adicioná-las ao café da manhã dá mais energia e disposição. No entanto o ideal é que as frutas estejam sempre acompanhadas de proteínas ou de uma fonte de gordura boa para não elevar o índice glicêmico. 

Últimas notícias