Cientistas apontam 3 novos casos de pessoas reinfectadas pelo coronavírus

Em artigos científicos, pesquisadores relatam que pacientes foram contaminadas pelo Sars-CoV-2 duas vezes

atualizado 24/09/2020 15:43

coronavírus ilustraçãoGetty Images

Dois artigos publicados na revista Clinical Infectious Diseases, ligada à Universidade de Oxford, relatam casos de três pessoas reinfectadas pelo coronavírus.

O primeiro relato é de um norte-americano de 42 anos, militar na área da saúde, que testou positivo para o Sars-CoV-2 em 21/3 após exposição no local de trabalho.

Depois de 51 dias, em 24/5, ele voltou a sentir febre e tosse e apresentou falta de ar e sintomas gastrointestinais. Desta vez, a oportunidade de contágio aconteceu em casa e a infecção foi confirmada por novo exame.

“Notadamente, os sintomas foram significativamente piores quando comparados com a síndrome inicial”, destacaram os pesquisadores.

Índia
O segundo relato conta a história de dois profissionais de saúde da Índia que apresentaram reinfecções assintomáticas – o fato de eles não terem apresentado sintomas alertou os investigadores para a possibilidade dos recuperados agirem como agentes de contágio durante uma reinfecção sem sintomas.

“O relatório destaca a possibilidade de reinfecções por Sars-CoV-2 não detectadas e a necessidade de vigilância nos sistemas de saúde”, afirmaram os autores.

Nos três casos, exames de sequenciamento genético comprovaram diferenças entre as primeiras e segundas versões do vírus adquiridas pelos pacientes.

Últimas notícias