Brasil chegará a 88.300 mortes por Covid-19 até agosto, calcula Opas

O alerta foi feito durante entrevista coletiva com autoridades da organização nesta terça-feira (26/05)

atualizado 26/05/2020 18:02

Enterro de vítima do coronavírusHUGO BARRETO/METRÓPOLES

A Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), órgão da Organização Mundial da Saúde (OMS), calcula que o Brasil tenha 88.300 mortes por Covid-19 até o dia 4 de agosto. O alerta foi feito durante entrevista coletiva com autoridades da Opas – entre as quais a diretora da entidade, Carissa Etienne.

“Na América do Sul, estamos particularmente preocupados com o fato de que o número de novos casos reportados na última semana no Brasil foi o mais alto para um período de sete dias desde o início da pandemia”, frisou Etienne no evento virtual. A diretora pontuou que a América Latina já superou a Europa e os Estados Unidos no número de infectados pelo vírus nos últimos dias. “Não há dúvida, nossa região (América Latina) tornou-se o epicentro da pandemia da Covid-19“, ressaltou.

Etienne disse que, segundo os modelos de projeção da Opas, na América do Norte não deve haver mudança substancial no quadro para o coronavírus, embora ela tenha previsto “contínuo avanço no número de casos” no México. Nas américas como um todo, “os novos casos continuam a aumentar”, assinalou.

Entre os países citados pela diretora no que diz respeito ao avanço da doença, estão, além do Brasil, Peru, Chile e Venezuela. A Opas frisou ainda que Chile e Peru, aliás, têm mais casos proporcionalmente do que o Brasil, levando-se em conta o tamanho das populações.

Últimas notícias