Bebê nasce com apenas um pulmão, um rim e o coração do lado errado

Apesar da síndrome tão rara que não tem nem nome, Frankie Shopland completou 3 anos e consegue até correr e brincar com os irmãos

Facebook/ReproduçãoFacebook/Reprodução

atualizado 17/07/2019 18:54

Sem o pulmão e o rim direitos e com o coração do lado errado do peito, os exames do bebê Frankie eram assustadores. Ainda dentro da barriga de Amie Shopland, as chances de a criança sobreviver ao parto eram mínimas e os médicos sugeriram que a mulher fizesse um aborto. A condição de Frankie é tão rara que não possui nome.

Porém, os pais do bebê decidiram dar uma chance para o filho. “Como o coração estava funcionando bem e não havia sinais de outros problemas, decidimos prosseguir”, explicou a mãe ao jornal The Mirror. “Nós sabíamos que ele ia conseguir. Ele é um bebê especial”, completa Kerry, o pai.

Três anos depois, o pequeno segue vivo e feliz: até corre atrás dos irmãos, adora escalar e dançar. Porém, o caminho não foi fácil. A criança passou mais de 800 dias internada, enfrentou duas cirurgias para implantar um pulmão de plástico e manter os órgãos no lugar correto. Por causa do tempo excessivo usando tubos de ventilação, Frankie ainda não consegue falar ou beber líquidos.

Como a doença é rara e não se sabe se há outras crianças acometidas pela condição, ainda não é possível dizer como será o futuro de Frankie. Para Amie e Kerry, o jeito é levar um dia de cada vez.

Últimas notícias