Agência europeia adiciona efeito adverso na bula da vacina AstraZeneca

Inflamação na espinha é considerada rara, e também pode acontecer após a vacina da Janssen contra o coronavírus

atualizado 17/01/2022 18:42

Vacina AstraZenecaJoaquin Gomez Sastre/NurPhoto via Getty Images

A agência regulatória de medicamentos da Europa (EMA) recomendou, na última sexta (14/1), a adição de um efeito colateral raro na bula da vacina da AstraZeneca contra o coronavírus.

A inflamação espinhal que pode ocorrer após a aplicação do imunizante é chamada de mielite transversa. A doença, considerada rara, pode causar fraqueza nos braços ou pernas, sintomas sensoriais, problemas na bexiga ou dificuldade na função intestinal, e também pode ser desencadeada pelo coronavírus.

O comitê de segurança do órgão também recomendou que a condição seja inclusa na bula da vacina da Janssen — a adição já havia sido pedida em outubro de 2020, e foi reiterada na sexta. As informações são da agência de notícias Reuters.

Saiba como as vacinas contra Covid-19 atuam:

0

Apesar do alerta, a agência continua considerando que as duas vacinas têm mais benefícios do que riscos, e devem ser administradas o quanto antes para ajudar a controlar a transmissão do coronavírus e reduzir as chances de quadro grave ou óbito decorrente da infecção.

Mais lidas
Últimas notícias