*
 

A sucessão de decisões contra e a favor da soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, neste domingo (8/7), mexeu com a programação normal das redes de televisão. A Globo, por exemplo, tem interrompido a programação normal ao longo de todo o dia para atualizar o espectador sobre a situação.

Em uma das entradas ao vivo, no entanto, o jornalista Marcelo Rocha, que fala ao vivo da sede da Polícia Federal em Curitiba, onde Lula está preso, foi surpreendido pela invasão inesperada de uma mulher no quadro da transmissão. Enquanto ele dava detalhes sobre os últimos acontecimentos do caso, a mulher gritou ao fundo “Lula livre”.

Desconfortável, o repórter desviou o olhar, mas seguiu com o ao vivo.