Candidatos à vaga em curso de medicina têm última chance de 2019

Neste domingo (08/12/2019), será realizado o vestibular para ingresso no curso do UniCeub

Hugo Barreto/Metrópoles

atualizado 03/12/2019 18:03

Passadas as provas dos vestibulares de medicina da Universidade Católica de Brasília (UCB), do Centro Universitário do Planalto Central Aparecido dos Santos (Uniceplac, antiga Faciplac) e do Centro Universitário Unieuro, a última chance — sem contar com as futuras chamadas —, de quem sonha entrar em uma faculdade de medicina no Distrito Federal no ano que vem é o processo seletivo do Centro Universitário de Brasília, o UniCeub.

Ao todo, são disponibilizadas 258 vagas pelas quatro instituições privadas autorizadas a oferecer curso de medicina no DF, sendo: 50 vagas pela UCB, 53 pela Unieuro, 80 pela Uniceplac e outras 75 pelo UniCEUB. Para concorrer a uma chance nos quatro processos seletivos, o candidato vai gastar R$ 2.070 somente com pagamento das taxas de inscrição dos vestibulares. Este ano, a menor taxa foi de R$ 490, da Uniceplac, e a maior, de R$ 560, do UniCeub.

Neste domingo (08/12/2019), será realizado o vestibular para ingresso no curso de graduação em medicina do UniCeub que, mais uma vez, está a cargo da banca Fundação para o Vestibular da Unesp (Vunesp). Segundo o edital, o valor da mensalidade do curso de Medicina para o primeiro semestre de 2020 é de R$ 7.568,65. Para o pagamento até o dia 7 de cada mês, o montante a ser pago é de R$ 7.190,22.

Os candidatos têm quatro horas de prova, que começa às 14h. O exame é constituído de uma prova de conhecimentos gerais e de uma redação em língua portuguesa. De caráter eliminatório, a parte de conhecimentos gerais é composta por 54 questões objetivas, distribuídas entre as disciplinas de língua portuguesa (7), língua inglesa (7), história (6), geografia (6), biologia (7), química (7), física (7) e matemática (7).

Cada questão apresenta cinco alternativas de resposta. A nota da prova será obtida por: (número de respostas certas x 70) dividido por 54. A pontuação máxima é 70. Sendo assim, pode-se concluir que cada item, não importa o grau de dificuldade nem a matéria, vale 1,3 pontos aproximadamente.

A prova de redação de caráter eliminatório e classificatório vale, no máximo, 30 pontos. Sendo a pontuação das duas provas igual a 100, chegamos à conclusão de que a redação representa 30% da nota final do candidato.

É uma prova de extrema importância na briga por uma das vagas. A nota da redação é usada como critério de desempate, seguida das disciplinas de língua portuguesa e matemática, nesta ordem. Persistindo o empate, prevalecerá o candidato que tiver mais idade.

Na redação, espera-se que o candidato produza uma dissertação em prosa na norma padrão da língua portuguesa, a partir da leitura de textos auxiliares, que servem como um referencial para ampliar os argumentos produzidos pelo próprio candidato.

Cada redação é avaliada por dois examinadores independentes e, quando há discrepância na atribuição das notas, o texto é reavaliado por uma terceira pessoa. Quando a discrepância permanece, a prova é avaliada pelos coordenadores da banca.

Em hipótese alguma o título da redação será considerado na avaliação do texto. Ainda que contenha elementos relacionados à abordagem temática, a nota do critério que avalia o tema só será atribuída a partir do que estiver escrito no corpo do texto. Textos curtos, com apenas 15 linhas ou menos, serão penalizados no critério que avalia a expressão.

Será atribuída nota zero à redação que:

  • Fugir ao tema e/ou gênero propostos;
  • Apresentar nome, rubrica, assinatura, sinal, iniciais ou marcas que permitam a identificação do candidato;
  • Estiver em branco;
  • Apresentar textos sob forma não articulada verbalmente (apenas com desenhos, números e/ou palavras soltas);
  • For escrita em outra língua que não a portuguesa;
  • Apresentar letra ilegível e/ou incompreensível;
  • Apresentar o texto definitivo fora do espaço reservado para tal;
  • Apresentar sete linhas ou menos (sem contar o título);
  • For composta integralmente por cópia de trechos da coletânea ou de quaisquer outras partes da prova;
  • For composta predominantemente por trechos de textos divulgados em domínios públicos;
  • Apresentar formas propositais de anulação, como impropérios, trechos jocosos ou a recusa explícita em cumprir o tema proposto.

O curso de Medicina do UniCeub dá particular atenção às práticas pedagógicas ativas, optando por aplicar a metodologia de aprendizagem baseada em problemas (PBL) que coloca desafios aos estudantes, permitindo que eles participem ativamente da solução.

Vale lembrar que a banca responsável pelo processo seletivo de medicina do UniCeub, a Vunesp, também é a responsável por elaborar outros exames pelo país. Foi criada em 1979, tem 40 anos de história e avalia cerca de 3 milhões de candidatos por ano.

Vale a pena se preparar para o vestibular do UniCeub estudando as provas já aplicadas no processo seletivo de medicina da Santa Casa de São Paulo, da Universidade Estadual de São Paulo (Unesp) ou da Faculdade Israelita de Ciências da Saúde Albert Einstein, também de São Paulo.

A divulgação do resultado da primeira chamada está marcada para o dia 19 de dezembro. E a divulgação do gabarito oficial do exame está agendado para o dia 9 de dezembro. Dê o seu melhor! Você já sabe: Vaga se conquista! @pp_pauloperez

Últimas notícias