*

Malu Albuquerque

iStock

Ser multitarefa é uma grande roubada. Aprenda a otimizar o seu tempo

Da Redação
 

Ser multitarefa é uma grande roubada. Me dei conta disso quando estava lendo o livro A Única Coisa, de Gary Keller. Por muitos anos, guardei o adjetivo “multitarefa” como um dos meus diamantes. Afinal, me sentia capaz de administrar, criar, delegar, aprovar, responder, resolver e tudo isso até meio-dia. Era empresária do ramo de comunicação e marketing e minha função pedia isso.

Ao me aprofundar nos estudos de coaching e inteligência emocional, passei a perceber que executar várias atividades ao mesmo tempo me fazia perder o foco. Realmente, finalizava uma série de tarefas, mas esquecia as mais importantes para mim. Estava me deixando levar pelas prioridades dos outros.

Inteligência emocional é saber dizer não. Steve Jobs tinha um mantra: “Foco é saber dizer não a tudo aquilo que te tira do seu alvo”. O mundo está cheio de distrações e perturbações. Pesquisadores estimam que trabalhadores são interrompidos a cada 11 minutos e, no fim, perdem quase um terço do dia recobrando-se dessas distrações.

Certa vez, tentei ficar uma manhã sem ser interrompida e sem desviar do meu foco. Queria finalizar um livro. Precisava estudar e a minha mente era levada a uma série de outras atividades importantes, com as quais também precisava lidar.

Peguei minha lista de pendências, escrevi as tarefas mais importantes do dia. As analisar as 12 atividades anotadas, a mais importante ainda era acabar aquele livro. Então, foquei em aprender. Tomei a decisão de, até às 12h, fazer o que era mais importante para mim. As outras tarefas, determinei um horário para resolver: depois das 14h.

Atualmente, minha prioridade é cuidar do meu corpo. Então, assim que acordo, tomo café e vou fazer uma atividade física. Depois, fico entre três e quatro horas estudando. Quero me habilitar em ministrar cursos nacionais e internacionais pela instituição da qual faço parte. Para isso, preciso de saúde, disposição, vitalidade e uma mente aberta para receber o conteúdo que absorvo diariamente.

Essa é minha visão positiva de futuro. Qual é a sua? A quem não sabe para onde vai, qualquer caminho serve. Se você não se permite sonhar, duas coisas podem estar rondando a sua mente: medo e frustração. Olhe para trás e tire aprendizados. Se você olhar para o passado como um acusador, a dor e a frustração vão tomar conta do seu futuro. Então, sonhar será um fardo. Uma mochila que você vai carregar nas costas.

Fazer, realizar, seja qual for o verbo que te leve a agir, precisa ser uma locomotiva que te leva ao sucesso, e não um peso. Por isso, meu conselho, se eu puder te dar, é: seja simples. Chegar ao topo trata-se apenas de fazer a coisa certa, não de fazer tudo certo. “Sucesso é uma corrida de curta distância, um tiro alimentado pela disciplina”, fala Gary Keller. Sucesso é habito.

Você não precisa de mais disciplina do que já tem, precisa manejá-la um pouco melhor. O truque para alcançar os seus objetivos é escolher o hábito certo. Opte por estabelecer o seu foco, faça isso na primeira hora da manhã. E, depois, o dia está ganho!

*Malu Albuquerque é master trainer Febracis, formada em marketing e comunicação.

 
 


COMENTE

Bem-estarCarreira
comunicar erro à redação

Leia mais: Ponto de vista