Cobra desaparecida há 15 dias em prédio de Águas Claras é capturada

Jiboia teria fugido por uma buraco em uma parede de drywall do apartamento onde vivia com o dono, no 28º andar

Divulgação/PMDFDivulgação/PMDF

atualizado 16/10/2018 7:29

A jiboia que fugiu de um apartamento do 28º andar do edifício Via Majestic finalmente foi encontrada depois de cinco dias de buscas intensas. O animal, de cerca de 1,30m, foi flagrado por um morador saindo do prédio e acabou capturado em uma poça de água, na rua.

Equipes do Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA) alimentaram a cobra com um rato (veja vídeo abaixo). O bicho será levado para o Centro de Triagem do Ibama.

O réptil desapareceu após fugir do imóvel dono, em 30 de setembro, mas o proprietário não informou o episódio às autoridades na data do sumiço. O homem não tinha autorização para criar o animal silvestre.

 

A cobra teria fugido por abertura feita em uma parede de drywall do apartamento. Durante todo o tempo em que o paradeiro do animal ficou desconhecido, os moradores do edifício mantiveram-se apreensivos.

Logo após a serpente ter aparecido, na última quarta (10), no quarto do estudante Marcos Vinicius Abrantes, 16 anos – e escapado em seguida – a PM instalou armadilhas com ratos nos acessos dos sistemas elétrico e hidráulico, que ligam 10 andares da estrutura.

Imagens da cobra após ser capturada:

Dias de angústia
Durante os cinco dias de procura pela jiboia, moradores do Via Majestic relataram até mesmo problemas para dormir, devido ao medo de dar de cara com o bicho.

“No início, achávamos tratar-se de uma cobra selvagem que poderia ter um ninho. Ficamos bem assustados. A polícia ambiental nos informou a instalação de 10 armadilhas em pontos estratégicos do prédio. Uma delas seria no nosso apartamento”, contou Luiz Abrantes, 43, pai do menino que encontrou a serpente no armário.

O dono da cobra, conforme relatos de vizinhos, não havia comunicado o desaparecimento do animal, algo que ocorreu há 12 dias. Ao ser questionado pela polícia ambiental, o morador afirmou se tratar de uma jiboia arco-íris e que havia recebido o animal de presente da namorada. “Ninguém sabia que criavam cobras aqui e ele (o proprietário do réptil) não tem documentação para isso”, denunciou Roberta, mãe do garoto que se surpreendeu ao avistar a serpente no quarto.

Últimas notícias