Em vídeo, Estado Islâmico mata 11 cristãos um dia após o Natal

Reféns foram mortos decapitados. Imagens foram divulgadas pelo grupo extremista nesta quinta-feira (26/12/2019)

atualizado 27/12/2019 12:46

reprodução

Onze reféns foram mortos decapitados por terroristas do grupo extremista Província do Estado Islâmico na África Ocidental (ISWAP). A célula nigeriana do grupo jihadista afirmou que se trata de “uma mensagem para os cristãos do mundo inteiro”.

O ataque foi divulgado pelo próprio grupo nessa quinta-feira (26/12/2019), um dia após o Natal – festa tradicionalmente cristã. As informações são da Rádio e Televisão de Portugal (RTP).

O vídeo tem 56 segundos e foi gravado “nas últimas semanas” em uma localidade do estado de Borno, no nordeste da Nigéria.

As imagens mostram homens de uniforme bege e máscaras pretas alinhados atrás de reféns de olhos vendados.

Os cristãos teriam sido executados para vingar a morte do líder do grupo extremista, Abu Bakr al-Bagdhadi, e do porta-voz, Abul-Hasan Al-Muhajir, em uma operação em outubro deste ano na Síria.

A ação foi comandada pelos Estados Unidos. No último dia 22 de dezembro, o Estado Islâmico proclamou nova campanha para “vingar” as mortes.

Últimas notícias