Talibã pede para discursar na Assembleia-Geral da ONU

Grupo ainda afirmou que pretende mudar o representante do Afeganistão nas Nações Unidas

atualizado 22/09/2021 8:50

Getty Images

O Talibã nomeou um de seus porta-vozes, Suhail Shaheen, baseado em Doha, como embaixador do Afeganistão na Organização das Nações Unidas (ONU). O grupo extremista ainda pediu espaço para discursar durante a reunião da Assembleia-Geral, que termina na próxima segunda-feira (27/9).

A solicitação foi feita em uma carta, obtida pela agência de notícias Reuters, ao secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, e enviada pelo ministro das Relações Exteriores do regime afegão, Amir Khan Muttaq (foto em destaque).

No documento, o Talibã afirma que Ghulam Isaczai, o atual embaixador na ONU do governo do Afeganistão, “não representa mais” o país na entidade.

Guterres destacou que a análise do pedido deve ser cuidadosa, uma vez que o reconhecimento estrangeiro para o Emirado Islâmico do Afeganistão – como eles denominaram o país – é a única ferramenta que outras nações têm para pressionar o Talibã a cumprir promessas de um governo inclusivo e respeito aos direitos humanos.

A menos de uma semana do fim da Assembleia, é improvável que o comitê de credenciais da ONU se reúna antes disso e autorize o discurso de Suhail Shaheen. Já o pronunciamento de Isaczai está pré-agendado para o próximo dia 27.

Últimas notícias