Técnica de manicure pode ter causado câncer agressivo em ex-miss

A técnica requer a fixação das unhas postiças de acrílico com uso de luz ultravioleta

Reprodução/ FacebookReprodução/ Facebook

atualizado 03/05/2019 14:04

A técnica de manicure usada pela ex-miss Illinois Karolina Jasko, 21 anos, pode ter sido responsável pelo desenvolvimento de um melanoma, um raro e agressivo tipo de câncer de pele. A informação foi dada a ela pelos médicos quando a unha de seu polegar direito infeccionou.

Em 2016, uma linha preta apareceu em seu dedo. Somente após o membro inchar, ela procurou ajuda. Ao ser feita uma biopsia, ficou atestada a existência do melanoma, um dos tipos de câncer de pele mais incomuns. Profissionais de saúde têm alertado para um aumento no número desse tipo de tumor.

Para eles, uma técnica de manicure que leva gel e requer a fixação das unhas postiças de acrílico com uso de luz ultravioleta pode estar sendo responsável por isso. Esse tipo de radiação pode ser prejudicial caso haja grande exposição.

Karolina afirmou que utilizava constantemente a modalidade – até duas vezes por mês, durante muitos anos – e não tinha informações de seus riscos. E mais: ela hoje comemora a infecção, já que somente a partir dela os médicos puderam descobrir o real problema, que poderia ter matado a modelo.

“Se eu tivesse esperado mais e não aparecesse, poderia ser possível que o melanoma se espalhasse”, disse Jasko. Por sorte, o dedão foi salvo – os médicos haviam alertado para o risco de ele precisar ser amputado. Porém, ela perdeu a unha: foi feito um enxerto com a pele da virilha dela para cobrir a local.

Últimas notícias