Reino Unido barra viajantes do Brasil e de outros 15 países por coronavírus

Proibição foi anunciada nesta quinta-feira (14/1) pelo ministro de Transportes, Grant Shapps, e passa a valer nesta sexta (15/1)

atualizado 14/01/2021 13:32

Reino Unido inicia vacinação em massa contra o coronavírusVictoria Jones - Pool / Getty Images

O Reino Unido decidiu barrar viajantes do Brasil, de Portugal e de outros 14 países por conta da nova variante do coronavírus. A proibição foi anunciada nesta quinta-feira (14/1) pelo ministro de Transportes, Grant Shapps, e passa a valer nesta sexta-feira (15/1).

“Tomei a urgente decisão de proibir as chegadas (…) após a evidência de uma nova variante no Brasil”, disse Shapps em suas redes sociais.

Além do Brasil e de Portugal, estão barrados os seguintes países: Argentina, Bolívia, Cabo Verde, Chile, Colômbia, Equador, Guiana Francesa, Guiana, Panamá, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela.

O primeiro-ministro Boris Johnson já havia dito, nessa quarta-feira (13/1), que o país buscava formas de se proteger de “variante brasileira” do coronavírus. Ele citou a nova variante encontrada no Amazonas, registrada em viajantes que passaram pela região e retornaram ao Japão.

Uma decisão anterior já previa a obrigatoriedade de testes negativos para viajantes vindos do exterior, que desembarquem na Inglaterra ou na Escócia, incluindo cidadãos. A medida também passa a valer nesta sexta-feira.

Vacinação

O Reino Unido está em meio a sua campanha de vacinação, e já imunizou 2 milhões de pessoas. Atualmente, o país vacina 200 mil pessoas contra o coronavírus todos os dias, ou 1,4 milhão por semana. Para cumprir a meta proposta de 14 milhões de pessoas até meados de fevereiro, seria necessário aplicar 2 milhões de doses semanalmente.

O Reino Unido conta com duas vacinas contra a Covid-19: o imunizante produzido pela Pfizer em parceria com a BioNTech e a vacina da Universidade de Oxford-AstraZeneca.

0

Últimas notícias