Evo Morales chega ao México, país que lhe concedeu asilo político

Político renunciou à Presidência da Bolívia após Organização dos Estados Americanos apontar que houve fraude nas eleições gerais do país

Hector Vivas/Getty Images

atualizado 12/11/2019 15:08

O ex-presidente da Bolívia Evo Morales chegou às 14h17 (horário de Brasília) desta terça-feira (12/11/2019) ao México, país onde lhe foi concedido asilo político.

O político havia embarcado em direção à Cidade do México às 22h50 dessa segunda-feira (11/11/2019), no aeroporto de Chimoré, perto de Cochabamba, na Bolívia – antigo reduto do ex-presidente.

Mais cedo, nesta terça, o Ministério das Relações Exteriores do Brasil confirmou a autorização para que a aeronave que levava o ex-presidente ao México passasse pelo espaço aéreo brasileiro.

Entenda
Evo Morales renunciou à Presidência da Bolívia no domingo (10/11/2019) após um relatório da Organização dos Estados Americanos (OEA) apontar que houve fraude nas eleições gerais, realizadas em 20 de outubro.

Na ocasião, Evo Morales foi eleito em primeiro turno para um quarto mandato, mas denúncias de fraudes na votação aumentaram a tensão no país, além de constantes protestos violentos. Devido a essa situação, o presidente perdeu o apoio dos militares, que pediram a saída dele do cargo.

O ex-presidente estava no comando da Bolívia desde 2006. Ao visar as eleições deste ano, sua candidatura foi contestada. O argumento da oposição era o de que a falta de limite de mandatos viola a garantia constitucional de que qualquer cidadão tem o direito de se candidatar.

Últimas notícias