Governo autoriza que Evo Morales voe por espaço aéreo brasileiro

Autoridades mexicanas pediram ao governo brasileiro que a aeronave que leva o ex-presidente passe antes pelo Brasil

DivulgaçãoDivulgação

atualizado 12/11/2019 14:22

O Ministério das Relações Exteriores informou nesta terça-feira (12/11/2019) que a aeronave que leva o ex-presidente da Bolívia Evo Morales ao México passará pelo Brasil. O pedido para usar o espaço aéreo brasileiro foi feito por autoridades mexicanas. Também foram feitos pedidos ao Paraguai, Peru e Equador.

“Confirmamos que foi concedida autorização para sobrevoo de aeronave transportando o ex-presidente Evo Morales”, disse o Itamaraty, em nota. Nessa segunda-feira (11/11/2019), o México já havia concedido asilo político a Evo Morales.

Entenda
Evo Morales renunciou à Presidência da Bolívia no domingo (10/11/2019) após um relatório da Organização dos Estados Americanos (OEA) apontar que houve fraude nas eleições gerais, realizadas em 20 de outubro.

Na ocasião, Evo Morales foi eleito em primeiro turno para um quarto mandato, mas denúncias de fraudes na votação aumentaram a tensão no país, além de constantes protestos violentos. Devido a essa situação, o presidente perdeu o apoio dos militares, que pediram a saída dele do cargo.

O ex-presidente estava no comando da Bolívia desde 2006. Ao visar as eleições deste ano, sua candidatura foi contestada. O argumento da oposição era o de que o limite de mandatos viola a garantia constitucional de que qualquer cidadão tem o direito de se candidatar.

Últimas notícias