Pastor que avaliava exigência de vacina como “pecado” morre de Covid

Religioso norte-americano Mascus Lamb tinha 64 anos. Ele era diabético e precisou ser hospitalizado após nível de oxigênio cair

atualizado 01/12/2021 19:42

Marcus LambReprodução/Daystar TV

O pastor norte-americano Marcus Lamb é mais uma vítima da pandemia de coronavírus. Na terça-feira (30/11), a Daystar Television, da qual era fundador, informou o óbito do religioso.

Inicialmente, a rede de televisão não informou a causa da morte, mas a esposa do televangelista, Joni Lamb, confirmou que o pastor foi vítima da doença.

Lamb era crítico à obrigatoriedade da vacinação contra a Covid-19 e defensor do uso de medicamentos sem eficácia científica comprovada para a doença.

Segundo a imprensa dos Estados Unidos, Joni disse que o marido chegou a ser hospitalizado após registrar baixo nível de oxigênio. Ela ainda informou que os “tratamentos alternativos” contra a doença se mostraram ineficazes.

De acordo com Joni, Lamb tinha 64 anos e era diabético, o que incluía o pastor no chamado “grupo de risco” para a Covid-19.

As informações são do jornal Extra.

Daystar Television

Fundada por Marcus Lamb em 1990, a rede de televisão se tornou o segundo maior canal cristão no mundo, tendo cerca de 2 bilhões de telespectadores ao redor do mundo.

A TV já chegou a fazer uma petição para impedir que regras de vacinação do governo de Joe Biden entrassem em vigor.

Em um outro processo judicial, protocolado junto com a American Family Association, as duas instituições afirmaram que a exigência de vacina era “um pecado contra a Santa Palavra de Deus”.

Mais lidas
Últimas notícias