Papa Francisco elogia humildade de pontífice que renunciou em 1294

Ele esteve em L'Aquila, na Itália, onde Celestino V foi sepultado. O antigo líder religioso deixou o cargo em 1294

atualizado 28/08/2022 11:17

Papa Francisco com a cabeça abaixada sobre as mãos - Metrópoles Getty Images

Durante uma visita a cidade de L’Aquila, na Itália, local onde Celestino V foi sepultado, o papa Francisco elogiou a humildade do pontífice, que renunciou voluntariamente ao invés de governar por toda a vida. A declaração foi dada neste domingo (28/8).

Celestino V deixou o cargo de papa em 1294, depois de apenas cinco meses, para retornar a sua vida como eremita. Ele foi o primeiro a tomar essa atitude.

“Ele foi uma testemunha corajosa do Evangelho, porque nenhuma lógica de poder se encaixava ou dominava. Com ele, admiramos uma igreja livre da lógica mundana e testemunha plena da misericórdia de Deus”, destacou Francisco durante a missa.

E acrescentou: “Aos olhos dos homens, os humildes são vistos como fracos e perdedores, mas, na realidade, são os verdadeiros vencedores porque são os únicos que confiam completamente no Senhor e conhecem sua vontade”.

O papa Bento XVI, que em 2013 também renunciou voluntariamente, visitou L’Aquila quatro anos antes de deixar o cargo. No passado, Francisco também elogiou a coragem dele.

A viagem simbólica à L’Aquila coincide com a posse de 20 novos cardeais – entre eles, dois brasileiros. As nomeações ocorrem quase corriqueiramente, mas a sucessão de eventos importantes marcados pelo papa alimentou rumores de uma eventual renúncia.

Mais lidas
Últimas notícias