Pai adolescente admite ter sacudido filha recém-nascida até a morte

À época, com 19 anos, ele chegou a pesquisar na internet: "O que acontece quando um bebê é sacudido com muita força?"

Polícia da EscóciaPolícia da Escócia

atualizado 11/09/2019 14:18

Um homem admitiu ter sacudido a filha de apenas 23 dias até a morte. De acordo com o Mirror, Thomas Haining se declarou culpado da acusação de assassinar a pequena Mikayla. Porém, os promotores aceitaram sua admissão e ele pode responder por homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

O Supremo Tribunal de Edimburgo, na Escócia, indicou que Thomas causou lesões cerebrais “catastróficas e insuperáveis” à filha, deixando a criança em coma, com fraturas no crânio e diversas costelas quebradas. À época com 19 anos, ele cuidava da recém-nascida no dia 8 de junho de 2017.

Ao retirar a menina do berço para alimentá-la, Haining disse que ela aparentava estar adormecida e inconsciente. Desesperado, o jovem teria feito quatro pesquisas na internet sobre “bebês em coma”, além de ter perguntado: “O que acontece quando um bebê é sacudido com muita força?”

Paramédicos foram chamados e Mikayla, ainda inconsciente, foi levada até o hospital, onde foram constatadas as lesões cerebrais. Às 16h46 do mesmo dia, a garotinha veio à óbito, sendo levada para os braços da mãe.

Sentença 

Durante os anos seguintes, Thomas negou veementemente que tivesse envolvimento na morte. Porém, em 5 de setembro passado, Haining confessou sua participação e foi acusado de homicídio culposo, em vez da criminação original de assassinato.

O juiz do caso, Lord Pentland, questionou os motivos dos procuradores aceitarem a imputação mais leve, obtendo como resposta: “Considerou-se que um pedido de homicídio culposo seria aceitável no contexto previsto para os ferimentos”.

Para um dos advogados que denunciam o jovem, ele teria agido com “imprudência perversa”.”Houve uma perda de controle do acusado quando ele cuidava de Mikayla nas primeiras horas da manhã por um curto período de tempo, com conseqüências catastróficas”. Atualmente com 21 anos, Haining ficará preso preventivamente até o dia 15 de outubro, quando a sentença será dada.

 

Últimas notícias