O Irã quer destruir Israel, diz Donald Trump

O presidente norte-americano argumenta que o regime de Teerã tem tomado ações para "exterminar" os israelenses

Andrew Harnik/Associated Press/EstadãoAndrew Harnik/Associated Press/Estadão

atualizado 06/04/2019 18:09

Em um comício para selar o apoio da Coalizão de Judeus Republicanos à sua campanha de reeleição, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez neste sábado (6/4) um duro discurso contra o Irã, com quem Israel disputa a influência no Oriente Médio. “O Irã quer destruir Israel”, disse Trump mais uma vez, durante o discurso realizado em Las Vegas (EUA) e transmitido em redes sociais

O presidente norte-americano argumenta que o regime de Teerã tem tomado ações para “exterminar” Israel e que, por isso, os EUA querem “proteger Israel”.

As declarações de Trump contra o Irã ocorrem no mesmo dia em que o Wall Street Journal revelou que o governo dele pretende inscrever na semana que vem a Guarda Revolucionária Islâmica, um braço das forças armadas iranianas, como uma organização terrorista.

Numa sequência de acenos à comunidade judaica norte-americana, Trump voltou a dizer que Israel tem soberania sobre as Colinas de Golã.

Ao lembrar que determinou a transferência da embaixada americana de Tel Aviv para Jerusalém, Trump disse que este é um exemplo de “ação histórica que esperou por décadas”.

Four more years
Trump também ressaltou realizações econômicas e geopolíticas do seu governo, como a celebração do novo acordo do Nafta e o fim do grupo extremista Estado Islâmico, que controlou regiões na Síria e no Iraque.

Aos gritos de “four more years” (mais quatro anos, em português), ele pediu ainda apoio a candidatos republicanos. “Nós precisamos de mais republicanos no Congresso”, disse.

Últimas notícias